Sobre febres e termômetros

Participando da 42a. Reunião de Ministros da Educação do Mercosul, na Argentina, o ministro brasileiro, Aloizio Mercadante, propôs a criação de uma comissão de ministros do Mercosul para discutir o método utilizado no PISA, uma avaliação internacional de estudantes coordenada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, OCDE.

Sabemos que os resultados de paises sulamericanos no PISA não são dos melhores, notadamente os nossos, brasileiros. Na última edição do PISA, em 2010, ainda que tenhamos avançado nos indicadores, ocupamos, respectivamente em Matemática, Ciências e Leitura, as posições de número 57, 53 e 53, em um elenco total de 60 países. Portanto, se acreditamos no PISA como indicador de qualidade de educação- claro que não somos obrigados a fazê-lo – devemos nos preocupar com os pífios números que nossos estudantes têm alcançado nas provas.

A notícia sobre a proposta, que li no UOL Educação, foi bem curta, mas suficiente para me deixar bastante encucado. Afinal, o que o nosso ministro quer dizer com “discutir o método”? Ele coloca em xeque o método do PISA? Sua vontade é que o PISA adote um novo método? A mudança seria geral ou apenas para nós e “los hermanos” ? Ou Mercadante deseja um “PISA sulamericano”, quem sabe “ajeitado” para fazer com que apareçam menores as nossas mazelas educacionais?

Até que eu veja essa questão melhor esclarecida, fico com a velha sensação de que tem gente querendo trocar o termômetro porque a febre insiste em não baixar.

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: