Archive for the ‘Twitter’ Category

Uma experiência para construção coletiva de um “twittexto”

10/12/2010

 

Nos trabalhos da disciplina Educação, Sociedade e Tecnologia, do Mestrado em Educação da PUC Minas, tentei criar, com os alunos e alunas, o que chamei de “twittexto“. A proposta era a de, através de contribuições de cada um pelo seu Twitter pessoal, mas articuladas ao Twitter da disciplina, criarmos um texto cujo tema seriam as redes sociais virtuais e a escola. Conforme a orientação, cada nova “tuitada” deveria constituir-se na continuação da imediatamente anterior. Um texto coeso e coerente seria construído progressivamente.Para facilitar a busca entre os colaboradores, cada nova frase, ou “tuitada”, para o “twittexto” teria o marcador [hashtag] #textorede. Dessa forma sobravam 129 caracteres para cada contribuição, sendo terminantemente vedado o “internetês”. Coisas como pq, q, tb, vc e similares não valeriam, já que um desafio era exatamente que cada estudante fosse conciso usando a linguagem culta.   Ainda que um texto, ou melhor, um “twittexto” tenha se esboçado, o produto final ficou muito aquém do que eu esperava. As contribuições não vieram de todos os estudantes, alguma desarticulação do texto ficou evidente. O “twittexto”, que compilei, acabou curto, sem uma estrutura adequada. Faltou muito para atingir a expectativa, reconheço Mas espero poder repetir a experiência. Afinal essa foi a primeira. Solicitei a cada aluno que comentasse a experiência. Dessas análises poderei tirar indicadores importantes se vier a decidir por uma nova experimentação. Quem sabe, adotarei a mesma estratégia de Tim Burton para escrever uma estória através do Twitter. Tim Burton aceita a colaboração de qualquer pessoa, no limite de 127 caracteres, para a estória “Cadavre Exquis “. Diariamente ele escolhe as melhores “tuitadas” e organiza o texto. Claro que no meu caso eu teria que restringir as contribuições a alunos e alunas da disciplina. Mas a idéia de escolher as melhores contribuições deve ser considerada. De todo modo, fica aí uma ideia para professores. Por quê não criarem “twittextos” com seu alunos. Pode ser um ótimo exercício de escrita colaborativa, coletiva.